Revista Crítica Histórica

CPDHis-UFAL - ISSN 2177-9961

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home

Dossiê: Os 50 anos do golpe civil-militar

E-mail Print PDF

Dossiê: Os 50 anos do golpe civil-militar

Em 1964, o presidente da República brasileira, legalmente eleito, foi destituído por um golpe de Estado, dando início a uma ditadura que durou anos. Em 2014, cinquenta anos depois, assistimos a uma demonização do período histórico, acompanhada da exaltação dos valores democráticos e da defesa dos direitos humanos. Andando nesta esteira que, em 2012, foi instituída a Comissão Nacional da Verdade, ligada ao governo federal, com a finalidade básica de examinar e esclarecer as violações de direitos humanos durante o regime ditatorial. Um processo de condenação do passado iniciado em fins da década de 1970, quando a ditadura dava sinais de crise. Por outro lado, é curiosa a postura das Forças Armadas em continuar sustentando a versão de uma “Revolução Democrática” em 1964, propagada em seus colégios e centros de formação. Neste caso, o golpe e a ditadura são definidos como eventos históricos que salvaram o país do comunismo e alavancaram o processo de modernização brasileiro. Tanto uma quanto outra são versões marcadas por memórias que, se não analisadas criticamente, levam à incompreensão dos fenômenos históricos. Nem descartá-las por sua volatilidade e falta de objetividade, nem atribuí-las tamanha autoridade a ponto de tomá-las como a manifestação fiel dos fatos. A terceira via consiste em convertê-las em objeto de estudo e investigação da história.

À luz da complexa relação entre história e memória, o Dossiê Entre história e memória no cinquentenário do golpe de 1964 – nº 10 (dezembro/2014) proposto pela Revista Crítica Histórica tem a finalidade de suscitar o debate em torno de questões relacionadas ao golpe civil-militar de 1964 e a ditadura que se iniciou a partir daí, vinculando acontecimentos passados à manifestação de seus feitos e legados em períodos posteriores. Portanto, através desta chamada, convidamos pesquisadores a contribuírem com seus trabalhos e reflexões sobre o tema. Ademais, o convite se estende também àqueles interessados em contribuir com as seções de fluxo contínuo, resenhas, documentação, ensaios, entrevistas (ver as seções que compõe a Revista Crítica Histórica).

Os textos devem ser enviados até o dia 15 de setembro de 2014. , para o e-mail: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it de acordo com as normas recomendadas pela revista, a saber:

 

* mínimo de quinze, máximo de 30 páginas, em Times New Roman, corpo 12, entrelinha 1,5.

* as citações, notas de referência e indicações bibliográficas devem seguir as normas atualizadas da ABNT.

* os artigos devem vir acompanhados com resumos e palavras-chave em português e em língua estrangeira.

* todos os artigos devem vir acompanhados de bibliografia ou referências bibliográficas.

* serão aceitos artigos em espanhol ou inglês acompanhados de resumo e palavras-chave em português.

* os trabalhos são analisados por, pelo menos, dois membros do Conselho Consultivo,  que podem recusá-los, sugerir modificações ou aceitá-los tendo em vista: o tratamento do tema, a originalidade deste ou de sua interpretação e a correção formal da redação.

* Os textos devem ser enviados em formato .doc ou rtf para o endereço eletrônico  This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it . Juntamente com os mesmos, deverá ser encaminhado um resumo de até dez linhas sobre a qualificação acadêmica e profissional do(s) autor(es).

Agradecemos desde já a colaboração!

Saudações,

Profª Dra. Michelle Reis de Macedo

História – UFAL

 

This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it

Last Updated on Wednesday, 24 December 2014 15:17